sexta-feira, 10 de julho de 2009

ESCREVER UMA CRÔNICA

Por Dudu Oliva

Para escrever uma crônica é preciso ser simples, mas não simplório. Colocar uma pitada de ironia e humor dá uma diferença boa no texto. Tem que saber do que está falando. Entretanto, não há necessidade de se aprofundar em pensamentos complexos.

Caro cronista, seja coerente e suave. Uma boa crônica deve fazer com que o leitor esqueça a leitura e viaje com o que está relatando. O leitor deve se desapontar, porque acabou de ler o texto. A crônica é uma narrativa livre, não há necessidade de ser comprometido com a realidade. Se é para deixar o texto mais agradável, por que não aumentar um pouco as peripécias?

Quem pretende representar a realidade, desculpe a franqueza, é um inocente que chega às raias da tolice, pois o que se vê mais por aí são correntes ideológicas ou pontos de vista.

Lógico que para ser um cronista precisa escrever bem, mas não use palavras que ninguém vai entender. Agora, não gosta de se expressar assim, escreva artigos acadêmicos para Academia Brasileira de Letras. Contribuirá bastante para o conhecimento. Todas as formas de conhecimentos são fundamentais para a construção de um mundo melhor.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog